sexta-feira, 24 de agosto de 2007

QUE SACO!


Tem hora que desanima...

Ligo a TV no jornal e vejo:
- Quadrilha frauda empréstimos, com desconto direto, para aposentados e pensionistas. Um dos bandidos é funcionário de um dos bancos e agia com a ajuda de funcionários de uma firma terceirizada;
- Dupla é presa por golpe com celular. Estelionatários passavam-se por clientes e aceitavam aparelhos de brinde da operadora. Mais tarde, buscavam aparelho na casa das vítimas, dizendo-se funcionários da empresa. Um dos presos já trabalhou em uma operadora e usava o cadastro dos clientes para aplicar o golpe.

Abro o jornal on line e leio:
- Quadrilhas de falsos juristas atuavam em 5 Estados. As vítimas eram pessoas que haviam entrado com ações judiciais coletivas para correção de valores de fundos de previdência privada;
- Kelly Samara Carvalho dos Santos, 19 anos, é presa na terça sob acusação de estelionato na região dos Jardins;
- A FEBRABAN - Federação Brasileira das Associações de Bancos - divulga uma série de dicas para que os clientes evitem golpes, cada vez mais freqüentes, envolvendo operações com cartão bancário contando ou não com a ajuda de balconistas e frentistas.


E note que nessa relação eu só cito delitos relacionados ao povo, nenhum relacionado aos políticos.

Acho que o ser humano anda perdendo o senso.

Nem falei dos falsos fiscais, dos golpes para inscrição em programa habitacional, dos falsos vendedores de filtros, instaladores de TV a cabo, falsas empresas de empréstimos pessoais, do cancelamento de títulos eleitorais e correção na declaração de imposto de renda via e-mail, golpe da seguradora, do vale-transporte.

E nem citei que jovens da classe média e alta andam cada vez mais: batendo em mulheres na rua, cortando pernas de amigos, incendiando índios, roubando, matando, usando drogas cada vez mais, assassinando os parentes, causando acidentes por excesso de bebidas alcoólicas... Fora os e-mails falsos que enchem nossas caixas de merda e nossos micros de vírus, os boletos com cobranças indevidas (estes já recebi um monte) e o golpe do seqüestro que não aconteceu, feito por bandidos de dentro da cadeia via celular de cartão (esse também já aconteceu comigo e descobri que o melhor é bater o telefone no ouvido do bandido e tirar o fone do gancho por alguns minutos, assim eles vão perturbar outra pessoa, pois eles têm pressa).

Eu só não entendo onde tanta gente se perdeu do que é honesto, do que é correto. Na falta de direcionamento e educação dada pelos pais? Na falta de boas escolas? Na falta de bons exemplos dos dirigentes e políticos? Será que o péssimo exemplo que os pais e políticos andam dando fortalece essa posição de "se ele faz errado eu posso fazer também"? Sobre isso escrevi um texto chamado Sexo Frágil, bom de ser lido ou relido.

A coisa anda tão feia que pesquisando para escrever este post encontrei dois sites muito interessantes:

O bom em conhecê-los é que ficamos mais atentos aos golpes. A parte ruim é vermos que a criatividade para o que é desonesto anda crescendo assustadoramente.


Tem hora que desanima...

Não podemos mais fazer algumas coisas em paz, como: ver TV, ler jornal, atender ao telefone, andar com dinheiro vivo na rua, usar cartão de crédito e, principalmente, confiar no ser (des)humano...

2 comentários, falta o seu:

Eduardo disse...

ao menos algo tem sido feito
tudo tem um lado bom

Lua Nua disse...

Pois é Eduardo, a Polícia Federal anda dando o maior duro, mas aí vem a (in)justiça e solta...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...