quinta-feira, 3 de maio de 2007

ARQUIVOS COMPARTILHADOS


Uso um programa de troca de arquivos, principalmente músicas, o slsk, onde atualmente tem aparecido uma meninada nova que vai chegando, descendo CDs inteiros e quando a gente vai dar uma olhada em quantos arquivos "a fera" disponibilizou a resposta é ZERO.

Costumo mandar mensagenzinha para tal usuário, algo mais ou menos assim: "Você não acha educado que antes de copiar disponibilize as suas também"? Quando não respondem, me sinto no direito de bloquear o acesso daquele "ser" à minha lista de arquivos. Isso é maldade? Acho que sim, mas minha linha de raciocínio é a seguinte:
- Se todas as pessoas que estiverem procurando algo: livro, músicas, vídeo, etc... não disponibilizar as suas, vamos achar o quê? De quem? Aonde?

Meu filho lá pelos anos 99/2000, quando começamos na net, tinha essa posição e o argumento dele era o seguinte: "mas mãe, nossa conexão é discada, se eu deixar meus arquivos disponíveis fica mais lenta ainda". E eu respondia: "mas se todos pensarem como você, não terá nenhum arquivo disponível quando você for procurar algo. Você não gosta de achar suas músicas? Não fica feliz vendo um clip novo? Então, os outros também".

Com o tempo ele entendeu, mas a gurizada por aí não tem mãe para ensinar mais nada. Elas não têm mais tempo. São egoístas e criam filhos egoístas também... Aí vem a mãe dos outros e ensina da pior forma possível: bloqueando.

Acho que acerto numa parte da questão: não criar um filho egoísta. Mas e na outra? Diz a Lei do Direito Autoral que essa transferência de arquivos não é ética. Mas a quem anda protegendo a referida lei? Às gravadoras, é claro! Pois os artistas só levam na cabeça, tanto com a pirataria, como com as gravadoras.

Fui a um torneio de futebol entre bandas no dia 1° de Maio e achei legal o que um dos integrantes de uma banda falou: "Entrem no nosso site, nossas músicas estão todas lá disponíveis em mp3 pra baixar. Se quiserem comprar nosso CD, também tá disponível, mas acho meio idiota comprar o CD já que as músicas estão de graça no site". Interessante o posicionamento dele. Interessante e honesto.

Mas, e quanto à pirataria? Qual deveria ser minha posição ética?

Talvez eu pense de uma forma parecida com a do Partido Pirata, que é contra as leis de copyright e favorável a uma sociedade de informática livre e aberta.

Mas como artistas e gravadoras vão se sustentar? Não sei! O que sei é que as fábricas de agulha de vitrola, ou se modernizaram, ou fecharam. Então, é modernizar o mercado fonográfico também, certo?

Mas a ideologia do Partido é muito interessante e fácil de entender:

"Para combater a pirataria, a polícia precisaria monitorar todas as comunicações na internet – só assim ela saberia se você está baixando algo legal ou ilegal.
Só que isso destrói a privacidade das pessoas e gera um Estado policial
".



Modernidades geram novas leis, mas estas só são criadas quando a sociedade vivenciou, raciocinou, racionalizou e tomou na cabeça.

Agora é ver se vence a propriedade ou a privacidade...

2 comentários, falta o seu:

Vlad disse...

Detonou no post, Lua.

SEMPRE usei compartilhadores (desde o napster,kazaa), SEMPRE compartilhei muito conteúdo, mas como você citou, há pessoas que simplesmente se ocupam em baixar arquivos e não compartilham o conteúdo que tem. Felizmente há softwares que resolvem esse problema de forma inteligente. Atualmente só uso o EMULE e TORRENT'S onde o usuário é OBRIGADO a compartilhar, se quiser baixar algo. O torrent funciona por ratio, ou seja a quantidade que você envia é a quantidade que recebe, já o emule possui sistema de créditos, quanto mais compartilha, mais créditos acumula e com isso ganha preferência enquanto estiver na fila de algum arquivo.

Eu penso que se alguém compra tal coisa, seja jogo, livro, programa, filme, tem o direito de dar uma cópia para quem quiser. Como o nome já diz, é uma CÓPIA, quem quiser que compre o original.

Agora veja que interessante:

Ainda essa semana aluguei o Box da segunda temporada de LOST e ao fazer uma cópia para mim (são 7 dvd's, é muita coisa para assistir) me deparei com uma proteção recentemente criada (pensei que ia demorar mais tempo para encontrar a mesma) chamada CSS, que impede a cópia. Só que, existe um programa COMERCIAL que quebra essa proteção. Ou seja, tem gente ganhando para criar proteção, outros ganhando para quebrar, e quem garante que não são os mesmos, já que quem cria a proteção, conhece as vulnerabilidades da mesma? É tudo uma grande festa ! Outras proteções virão, e outros softwares para "quebrá-las também, e porque? Porque isso gera $$$$$ !


Minhas estatísticas no Emule !

3/5/2007 08:52:39: Encontrado 6969 arquivos compartilhados conhecidos, hashing 1 novos arquivos agora
3/5/2007 08:52:40: Arquivo de crédito carregado, 167805 usuários são conhecidos.

Dados recebidos: 347.89 GB
Dados Enviados: 256.57 GB

Se conhecimento é um campo, o copyright é a cerca !

E só não compartilho mais porque o máximo permitido é de 7.000 arquivos por usuário, para não sobrecarregar os servidores.

*Simples e criativa a logomarca do PP.


Abração e continue compartilhando a si mesma também além dos arquivos, pois faz bem a muita gente !

Lua Nua disse...

Cara!

Eu também adorei a logomarca do partido! Usar um P só e com cara de vela de navio pirata foi curto, grosso e genial!!!

Quando cheguei na net só peguei o NAPSTER morrendo, mas KAZAA, WIN-MX e agora SLSK eu uso. Eu não sabia desse lance do EMULE, gostei! Do TORRENT'S nunca tinha ouvido falar.

O que gosto no SLSK é pegar o CD inteiro. Aprendi até a arrumar meus arquivos de mp3 com o povo de lá. Que, diga-se de passagem, são todos loucos por músicas. Outra coisa legal é que ele era mais usado por um "pessoalzinho da pesada" em termos de idade (assim como eu), aí o que rola de música empoeirada... A chegada dos novos é que anda badernando tudo. Vou descer o EMULE de novo...

Sobre o que vc falou do LOST. Sempre achei que uma grande parte dos vírus são criados pelas empresas que vendem antivírus. Cisma minha apenas. Sou meio cabreira com relação à honestidade industrial.

Se conhecimento é um campo, o copyright é a cerca!

E como cercas foram feitas para serem puladas....

he he he palavras de uma sagitariana

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...