quarta-feira, 4 de abril de 2012

SABEDORIA DA TERRA

Terra, ensina-me a quietude, como a relva é silenciosa pela luz.
Terra, ensina-me a sofrer, como as velhas pedras sofrem com a lembrança.
Terra, ensina-me a humildade, como as flores são humildes em seus primórdios.
Terra, ensina-me a acarinhar, como a mãe que envolve seu bebê.
Terra, ensina-me a coragem, como a árvore que se eleva solitária.
Terra, ensina-me a limitação, como a formiga que rasteja no solo.
Terra, ensina-me a liberdade, como a águia que paira no céu.
Terra, ensina-me a resignação, como as folhas que morrem no outono.
Terra, ensina-me a regeneração, como a semente que brota na primavera.
Terra, ensina-me a esquecer de mim mesmo, como a neve que derrete esquece sua vida.
Terra, ensina-me a lembrar da bondade, como os campos áridos choram com a chuva.
"UTE" Philip Novak - A Sabedoria do Mundo

3 comentários, falta o seu:

Rosicler disse...

"Terra, ensina-me a quietude, como a relva é silenciosa pela luz.
Terra, ensina-me a sofrer, como as velhas pedras sofrem com a lembrança."

Absolutamente lindo. Mostra perfeitamente os opostos, de certo modo metaforicamente, e que são necessários para um equilíbrio pleno.
Identifiquei-me!

Beijos luminosos,
Rosicler

Simone MartinS2 disse...

Bom dia minha lua Melanie!!
"Terra envolva-me em tuas partes transformadas em pó, quando daqui um dia me for...Mistura esse teu pó ao pó de meu corpo, unidos semearemos novas terras, daremos força a nossa força na geração de novas vidas...Seremos, meu pó e teu pó, como unico meio de adubo para fortalecer novas terras, criando assim, novos horizontes!"
Me empolguei como sempre...Mas adorei! Bjinhos Mágicos de Luz!
Rosa Azul

silvioafonso disse...

.


Terra arada, cultivada.
Cubra-me com a riqueza do
teu vigor se um dia a mi-
nha vida não viçar por en-
tre aquelas que sobre ti
caminham a sua alegria in-
contida.

silvioafonso





.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...